Por Rodrigo Santiago - Trainer e Meta-Coach pela Sociedade Internacional de Neurossemântica

Desaprenda o Seu Desespero

Screen Shot 2015-02-04 at 9.25.30 PMSe você acreditar que seu sucesso depende do governo, adivinha…

Você está F*****…

É necessário tomar consciência de que governo é a mesma coisa que descaso no Brasil. Precisamos aprender a empreender, precisamos nos unir fora dos círculos políticos. Usar o jogo do governo para vencer o governo é a mesma coisa que nada.

Não se resolve um problema pensando da mesma forma que o originou.

Por isso, todos os heróis políticos se corrompem ou simplesmente não têm poder para mudar o que há no Planalto e no Congresso.

Precisamos, como sociedade, aprender a arriscar, a vencer por nossos méritos. Na boa? Foda-se o que lhe dizem sobre seu passado ou sua origem (perdão pelo palavrão, mas é isso mesmo que penso). Isso não define quem você é.

Você não é o seu passado!

Considerar os anos e décadas anteriores como se fosse também o seu destino só vai te colocar em casa, na cama, com pena de si mesmo.

Veja a qualidade da vida das pessoas que falam que meritocracia e sucesso por esforço pessoal não existe: a maioria delas tem resultados na média, ou abaixo da média. Passam seus dias assistindo Big Brother, Fátima Bernardes, novelas, futebol… Ao invés de sentar o rabo, estudar, qualificar-se, criar a disciplina de guardar um real que seja a cada dia. Tudo isso pode ser mudado com muito mais facilidade do que se acredita… O problema é que estas pessoas estão tão aprisionadas que não acreditam sequer no seu próprio poder de mudança.

Todos somos muito mais capazes do que acreditamos de fazermos o que quisermos de nossas vidas. Tenho visto muitas transformações realmente impressionantes de pessoas que decidiram que nunca mais iriam passar pelos mesmos problemas que os assolaram durante décadas.

Vi gente criar condições de prosperar a partir de condições muito pobres. Tudo está na sua cabeça. Na maneira como você enxerga “o sistema”. O tal “sistema” nada mais é do que um conjunto de informações com as quais você percebe o mundo.

Adivinha? O mundo é mais do que você percebe, muito mais.

O que há na cabeça da maior parte dos brasileiros é o que Martin Seligman, autor da Psicologia Positiva, chama “desespero aprendido”. Achar que as coisas não têm jeito.

Eu gosto muito de adotar uma crença: onde há choro e desespero, há uma chance de grande sucesso.

Ou, no mais populacho:

“Onde há merda, há grana”.

Ou, ainda, com menos finesse:

“Quando o cu aperta, a mente abre”.

Qual versão você prefere?

(Eu nunca disse que era a pessoa mais fina do mundo)

 

Vamos desaprender esse desespero a partir de hoje, que tal?

Vá lá fora e aprenda o que ainda não sabe. Aprenda a ter a consciência de que você é um dos responsáveis pela mudança do país, e o principal responsável pela mudança da sua própria vida.

Se você não fizer, ninguém fará por você.

Se você reclama, você não vai chegar onde quer. Eu sei que estou repetindo o que muita gente diz. É como se fala na PNL: você nunca pode comunicar demais. Por isso, decido reverberar essa mensagem.

Quer uma vida digna? Comece a construi-la você mesmo.

Imagine o que quer para si e, a partir de HOJE, finalmente decida que as coisas serão diferentes. Você não depende de “empregos”, nem de “salários mínimos”. Depende de aprender a habilidade singular de amar problemas porque pode resolvê-los, ao invés de se fiar neles para estabelecer uma zona de conforto e continuar achando que o lado A ou B da política brasileira vão livrar você da sua situação tão dolorosa!

Sua vida é influenciada pelo governo, mas o seu futuro não é determinado por ele. A não ser que você acredite nisso.

#prontofalei

Querendo conversar, já sabe como me encontrar. Agende sua sessão aqui.

Abraços,

Rodrigo.

Sorry, comments are closed for this post.